Weby shortcut

Curso de Serviço Social - Sobre o curso

Atualizado em 06/08/15 15:19.

A implantação do Curso de Serviço Social em uma universidade pública, particularmente na Universidade Federal de Goiás, se justifica pela realidade brasileira e goiana, que apresentam, em sua trajetória histórica, profundas desigualdades econômicas, sociais, políticas e culturais, agravadas pela dinâmica do capitalismo monopolista, no seu atual estágio de desenvolvimento, que intensifica a acumulação do capital com a ampliação do privatismo e provoca a concentração de riqueza de um lado e, de outro, a disseminação da pobreza para a maioria da população.
A profissionalização do Serviço Social vincula-se à dinâmica do sistema capitalista, na sua fase monopólica, como um tipo de especialização inserida na divisão sócio-técnica do trabalho. O significado histórico e social dessa profissão inscreve-se como um dos elementos partícipes da reprodução das relações de classes e nas contradições que ela encerra.
A implantação do curso de Serviço Social na Universidade Federal de Goiás justifica-se ainda pelo direito da classe trabalhadora ao acesso à educação pública, crítica e de qualidade, fundamentada nos princípios da indissocialibidade do ensino, da pesquisa e da extensão. Portanto, reafirma-se a importância da criação desse curso como parte do processo de democratização do acesso às universidades públicas.
Nesse sentido, o curso de Serviço Social da UFG tem a perspectiva de contribuir no processo de uma formação profissional voltada aos interesses da maioria da população brasileira/goiana, cuja direção social aponte para a emancipação humana, a recusa ao conservadorismo e à ofensiva generalizada do capital, contrapondo à mercantilização das relações sociais. Além de representar uma forma estratégica de fortalecer as políticas públicas como mecanismo de democratização do Estado.

Listar Todas Voltar